BLOG
Comportamento Informação
3/05/2018
Fake News e os conceitos do marketing de conteúdo
Fake news

Como o fenômeno das fake news aplica os conceitos do marketing de conteúdo para disseminar notícias falsas.

Fake news. Você com certeza já ouviu ou leu essas palavras em vídeos e comentários nas redes sociais. Esse termo é relativamente novo, que teve sua principal divulgação durante as eleições estadunidenses de 2016.
Caso você não se lembre, deixo aqui as palavras de Donald Trump: https://youtu.be/Vqpzk-qGxMU

 

O contexto das  fake news para Trump, no entanto, difere um pouco do que temos a falar nesse artigo. Para o presidente e muitas outras pessoas, fake news são matérias jornalísticas opinativas que tem ideias contrárias ao que Trump e seus seguidores acreditam. Não vamos entrar no mérito de quem possui as ideias certas ou erradas aqui, até porque essa é uma discussão que, na verdade, não tem resposta clara e objetiva – são questões que envolvem fatores como origem, contexto e cultura das pessoas, e não simplesmente “verdades e mentiras”.

 

O que são fake news?

A tradução literal do termo significa “notícias falsas”, o que sabemos que já existe há tempos. As palavras fake news, entretanto, nomeiam um tipo de conteúdo online que utiliza conceitos do inbound marketing para disseminação de notícias falsas com um principal objetivo: ganhar dinheiro.

 

Notícias falsas que geram dinheiro

As fake news se baseiam em conceitos utilizados por criadores de conteúdo de marketing digital para criar e disseminar as notícias falsas. Entre as práticas adotadas, podemos listar as seguintes:

  • Público alvo delimitado: as fake news sabem exatamente para quem estão inventando as matérias. Em 2016, jovens da cidade de Veles, Macedônia, criaram inúmeros artigos em inglês sobre Hillary Clinton e Donald Trump porque, segundo eles próprios, “o público americano adora as nossas histórias”.
  • Pautas relevantes ao momento: os criadores de matérias falsas se baseiam em fatos reais para criar pautas inventadas e conquistar visitas em seus sites, como aconteceu no caso do chamado Pizzagate. A partir de uma série de e-mails divulgados pelo WikiLeaks, criou-se uma teoria da conspiração envolvendo a então candidata Hillary Clinton com abuso infantil, satanismo e canibalismo – um “pote de ouro” para conquistar acessos em seus websites.
  • SEO (Search Engine Optimization): ao aplicar a estrutura correta de SEO nos artigos falsos, os criadores de fake news podem aumentar a relevância de suas matérias em sites de busca como o Google e, novamente, conseguir mais visitas.

Mas como isso gerou dinheiro?

Basicamente, com anúncios. Os sites de fake news disponibilizam várias áreas para anúncios em suas páginas, e ganham dinheiro legalmente com cliques nesses anúncios. A fórmula é muito utilizada em muitos segmentos éticos:

Artigos mais relevantes ao público = mais acessos = mais cliques em anúncios = mais retorno financeiro

A diferença é que, para conquistar isso, essas pessoas inventam artigos irresponsáveis que causam danos muito maiores à sociedade do que as intenções dos mesmos.

 

Evitando as notícias falsas

Não existem fórmulas mágicas para descobrir se uma notícia é falsa ou não. Porém, existem caminhos que podem ser tomados para tentar descobrir:

  • Ao ler uma notícia que parece duvidosa, verifique as fontes e o que outros meios de comunicação tem a dizer sobre o mesmo assunto;
  • Desconfie de matérias muito sensacionalistas – o sensacionalismo é uma das grandes armas das fake news;
  • Denuncie o artigo às redes sociais caso se verifique que ela não é verdadeira;
  • O Google oferece uma tag “Verificação de Fatos” abaixo do título de notícias que foram verificadas como verídicas;
  • E o mais importante: evite compartilhar notícias antes de ter certeza das fontes.

 

E, para você ter certeza de que esse próprio artigo não é fake news, confira nossas fontes:

What Fake News Taught Us About the State Of Content Marketing

The saga of ‘Pizzagate’: The fake story that shows how conspiracy theories spread:

http://www.bbc.com/news/blogs-trending-38156985

The city getting rich from fake news: http://www.bbc.com/news/magazine-38168281

Letter from Veles: https://www.calvertjournal.com/features/show/8031/letter-from-veles